Abrindo o Livro de Romanos [Parte 1]

Por

Abrindo o Livro de Romanos – Não tem como falar sobre o Livro de Romanos sem primeiro abordar sobre a vida de seu autor – O apóstolo Paulo.

I. O Autor do Livro de Romanos

1. Paulo, anteriormente chamado Saulo, de Tarso, sendo cidadão de uma cidade bem conceituada, era benjamita de pura origem hebraica, por seu empenho, recebeu um dos melhores treinamentos no conhecimento das Escrituras disponíveis desde então, cidadão livre do Império Romano, familiarizado com a literatura da Grécia, por natureza dotado de grande força de intelecto, paixão e determinação, de espírito ousado e ambicioso, um fariseu do tipo mais austero, zeloso da lei e odiando seus inimigos, reais ou supostos.

2. Ainda, decidiu ser um servo de Jesus Cristo, por uma sujeição livre e racional. Sua revelação nas Escrituras, o colocou diante de seu Senhor, como os anjos que estão diante do trono de Deus, ou como nobres na corte de um príncipe poderoso. Como isso aconteceu?

3. Se encontro com o Messias lhe conferiu a graça necessária a qual agarrou por causa de sua própria salvação; bem como recebeu o apostolado para trazer a salvação de outros.

4. Foi feito pelo Pai a missão de ser o apóstolo dos gentios: enquanto Pedro e os outros onze eram apóstolos dos judeus e grande parte desse mistério é revelado no livro de Romanos.

Paulo Escreveu a Carta aos Romanos

O Livro de Romanos foi escrito por volta do ano 58

Para se ter uma ideia, a cidade de Roma já naquela época, era muito parecida com Londres no final do século passado, só que não havia ainda uma consciência cristã que ainda estava sendo gerada.

A população ultrapassava dois milhões de pessoas, e acredite se quiser, metade dos quais eram escravos o que poderia resumir o todo em duas classes: Os livres e os escravos.

Percebe-se também pelo Livro de Romanos, que muitas famílias eram incrivelmente ricas e luxuosas: mas muito mais, entre os homens livres, eram tão preguiçosos quanto orgulhosos e tão pobres quanto preguiçosos.

Imagem Ilustrativa do Livro de Romanos:

O Livro de Romanos escrito pelo Apóstolo Paulo

De modo geral, a população estava mergulhada na miséria e na degradação sensual.

Os filósofos se declaravam ateus, e a religiosidade que havia, era politeísta (acreditavam em muitos deuses).

Os judeus chegavam a ser um quarto do resto da cidade e a pequena igreja ali estabelecida não se sabe por quem essa fora fundada, mas provavelmente por alguns dos estrangeiros de Roma que estavam em Jerusalém no Pentecostes.

E ainda assim, conforme leitura do Livro de Romanos, a igreja era composta principalmente de convertidos gentios além dos judeus.

Muitos judeus, se separaram das sinagogas, mas, poderiam ser somados ao número dos que creram formando a igreja de Roma.

Podemos entender pelo Livro de Romanos, que a Igreja ali estabelecida parece ter sido de pureza, espiritualidade e força singulares.

Seus discípulos eram “amados de Deus”; Seus “santos escolhidos”. E qualquer Igreja precisa ser edificada em sua santa fé.

Não é suficiente ouvir de Cristo e acreditar Nele; ser convertido e testemunhar uma boa confissão; mas para sermos totalmente instruídos na doutrina do apóstolo, e continuar nela, para que possamos crescer até a estatura completa de um homem perfeito em Cristo.

Artigos em Sequência:

Deixe uma resposta