Deus Usa os Animais Para Ensinar a Homens

Em toda a criação de Deus, o homem foi feito racional. Ele é a coroa da criação, e tudo fez para que a humanidade reconhece seu imenso amor.

Os animais por sua vez, que não possuem a mesma glória das dos homens, foram criados com finalidade própria.

Veremos neste esboço, como Deus usa essa classe da criação para falar ensinar aquilo que de nossa própria natureza, deveria acontecer. Prov. 30:24-28

I – Vá Ter Com as Formigas – Previdência.

1. O conselho do sábio Salomão. – Prov. 6:6.
2. As formigas sabem o tempo de sua oportunidade e aproveitam-no muito bem.
3. Cada jovem tem o seu “verão” – a oportunidade.
4. A previdência não é contrária ao plano de Deus.
5. Cada jovem deve ser previdente. Deve construir seu caráter, para o dia do “amanhã”, no temor de Deus.

II – Os Coelhos – Prudência.

1. São animais débeis, fracos. Constroem na rocha.
2. Ficam protegidos das aves de rapinas e animais ferozes.
3. A juventude está rodeada de inimigos – internos e externos.
I Ped. 5:6-9; I Jo. 2:14-17.
4. Jesus é a Rocha segura de refúgio. – Isa. 26:4.

III – Gafanhotos – Cooperação.

1. Não têm rei. Cada um tem o senso do domínio próprio e cooperação mútua.
2. Esse espírito deve ser visto na mocidade.
a) Nos estudos, trabalhos, campanhas, negócios.
b) Se o gafanhoto tem o senso de destruição, a juventude deve ter o senso de construção. – Ecl. 9:10.

IV – A Aranha – Perseverança.

1. Observemos o trabalho perseverante da aranha na construção de sua linda teia.
2. A perseverança é uma grande virtude.
3. Muitos têm falhado na vida por falta de perseverança.
4. A mocidade deve ser perseverante, mesmo nas adversidades comuns da vida. – Filipenses. 4:13.

(Esboço 52)

Deixe uma resposta